Barra elefante: o que é, como funciona e como gerar lucro

Barra Elefante
Início > Blog > Barra elefante: o que é, como funciona e como gerar lucro

Bem-vindo a Barra Elefante! Se você é um trader, então sabe que o mercado pode ser um lugar difícil para se ganhar dinheiro. Mas com as ferramentas e estratégias certas, você pode fazer muito dinheiro no mercado. E é aí que entra esta incrível ferramenta, a Barra de Elefante.

A Barra de Elefante é uma estratégia que lhe permite negociar com mais precisão. É uma ótima opção para aqueles que querem deixar de perder dinheiro e atingir a consistência no mercado. Com ela você pode obter sinais de negociação, para ajudá-lo a entrar, sair e se manter posicionado em um trading.

O padrão é relativamente fácil de identificar e, quando administrado adequadamente, pode proporcionar retornos impressionantes.

Portanto, se você estiver interessado em aprender mais sobre a Barra do Elefante , o que é, como funciona, setups e como usá-la para ganhar dinheiro, e levar sua negociação para o próximo nível, então segue adiante na leitura!

O que é o candle barra elefante?

A “Barra Elefante” é um padrão de candle que pode ser encontrado em qualquer time frame, mas é mais útil em tempos maiores, a partir de 1 hora, bem como no gráfico diário ou semanal.

O nome “Barra Elefante” vem do fato de que o padrão se parece com a tromba de um elefante, bem como por ser um movimento que não dá para esconder. Imagine brincar de se esconder com um elefante? Não teria muita graça não é? Onde ele poderia se esconder?

A forma mais simples de definir uma barra elefante é dizer que ela é uma barra que se destaca das demais do gráfico. Assim, ela é facilmente identificada, por ser muito maior que as demais, chegando muitas vezes a ser mais de 2 vezes maior que a média das demais. Essas barras indicam que o mercado vai continuar com o seu movimento.

A sua amplitude indica que é preciso muitos “big players” entrando ao mesmo para produzir essa barra. E nós apenas os seguimos. Dessa forma conseguimos extrair lucro do mercado.

Porque existe esse movimento?

Para não influenciar de forma artificial o mercado, as grandes instituições vão montando as suas posições de forma gradativa. Este é o método que muitos operadores grandes usam quando estão tentando entrar ou sair de uma grande posição. Eles vão liberando gradualmente, para não atrair muita atenção.

Acontece que quando muitos players grandes estão tomando posição, mesmo que de forma parcial, isso acaba gerando a barra elefante. E como as posições não foram montadas por completo, geralmente o movimento continua, geralmente seguido de barras menores, até que as posições sejam definitivamente tomadas.

Quem é Oliver Velez?

Oliver Velez é um trader colombiano e fundador da Pristine Capital Holdings, Inc. Ele é especialista em opções, futuros e forex. É conhecido por criar o setup da barra elefante e muitas outras estratégias operacionais lucrativas.

Velez começou sua carreira na American Stock Exchange, antes de passar para a corretora E.F. Hutton & Company. Em seguida, fundou a Pristine Capital Holdings, uma empresa especializada em treinamento e educação para traders.

Desde então, Velez tem publicado diversos livros sobre negociação, incluindo o best-seller “Tools and Tactics for the Master Daytrader“, que analisa centenas de operações realizadas nos últimos quatro anos, e explica o que funcionou, o que não funcionou e por quê.

Além disso, Velez tem palestrado em todo o mundo sobre suas técnicas de negociação e continua a atuar como treinador e educador para aqueles que buscam obter sucesso nos mercados financeiros.

Além de Velez, outra pessoa que ajudou a popularizar a barra elefante no Brasil foi o Palex.

Vale a pena operar a barra elefante?

Vantagens e desvantagens renda passiva

Para responder a essa pergunta eu convido você a fazer algumas pequenas ponderações. Pense comigo:

  • Quem será que tem mais chance de tirar dinheiro do mercado: um pequeno investidor na frente do computador com poucos recursos e informações ou um grande conglomerado?
  • Se um grande player faz um movimento relevante, será que ele não está “vendo” algo além de nossas limitações?
  • Será que não tem informações, muitas vezes privilegiadas, que farão preço no mercado?
  • Será que os seus algoritmos, desenvolvidos e treinadas continuamente por grandes mentes não identificou algum padrão?

Levando em conta todas essas ponderações, fica claro que faz muito sentido seguir quem realmente tem a capacidade de movimentar o mercado. O que é representado pela barra elefante.

Como operar Barra Elefante?

Como operar Barra Elefante

Agora que já sabemos o que é a barra elefante, como ela surge e se vale a pena operar ou não, vejamos agora o passo a passo de como operar esse padrão de candle. Continue.

1 – Identifique a barra elefante

Um problema do Price Action é que ele é subjetivo. Ou seja, você pode ter uma interpretação diferente da minha. Então, como identificar uma barra elefante?

A barra elefante é aquela que se sobressai a todas as outras, tem um grande corpo e pouco ou nenhum pavio, e o seu fechamento deve ser o mais próximo de sua máxima.

Dessa forma, se você tiver alguma dúvida se um candle é ou não elefante, ele não é.

2 – Verificar a tendência

Esse padrão de candlestick é de continuidade. Ou seja, a entrada deve ser realizada na mesma direção do movimento. Assim, se a barra for de alta, a entrada deve ser de compra. Em contrapartida, se a barra for de baixa, uma entrada de venda deve ser realizada.

Um ponto a se atentar é já ocorreu alguma outra barra elefante no dia. Nesse caso, é melhor reavaliar a entrada, isso porque, o preço já pode ter se movido muito e esse candle pode indicar uma exaustão e gerar uma possível reversão.

Por isso, é preferível utilizar esse padrão no início do pregão. Isso aumenta a taxa de sucesso do setup.

3 – Sinal de compra

Após identificar a barra elefante de alta, você deve marcar a máxima desse candle e entrar com uma compra quando o preço romper a máxima dessa barra. Isso indica que os compradores têm o controle do mercado e estão prontos para continuar o movimento para cima.

O stop loss deve ser posicionado abaixo da mínima do candlestick que gerou o sinal. Ou, dependendo do seu gerenciamento de risco, menos que isso, visto que o tamanho do candle é logo e o stop pode ficar pesado.

O alvo para este setup é determinado pelo tamanho da barra que gerou o sinal, medido da base até o topo, ou seja, toda a sua amplitude. Nesse caso, o trader deve buscar 100% da barra, ou seja, uma vez o tamanho da barra. Se a barra for de 100 pontos de altura, seu alvo será de 100 pontos acima do preço de entrada.

Você pode ajustar suas metas dependendo do nível de risco que está disposto a assumir, mas é importante lembrar que quanto maior for a barra, maior será o potencial de lucro.

4 – Sinal de venda

Para entrar em uma venda usando a configuração da barra elefante, você precisará esperar o preço romper a mínima da barra de sinal. Isso indica que os vendedores têm o controle do mercado e estão prontos para continuar o movimento para baixo.

O stop loss deve ser posicionado acima da máxima do candlestick que gerou o sinal. Ou, dependendo do seu gerenciamento de risco, menos que isso, visto que o tamanho do candle é logo e o stop pode ficar pesado.

O alvo para este setup é determinado pelo tamanho da barra que gerou o sinal, medido da base até o topo, ou seja, toda a sua amplitude. Nesse caso, o trader deve buscar 100% da barra, ou seja, uma vez o tamanho da barra. Ou seja, se a amplitude da barra for de 100 pontos, seu alvo será de 100 pontos à partir do preço de entrada.

Você pode ajustar suas metas dependendo do nível de risco que está disposto a assumir, mas é importante lembrar que quanto maior for a barra, maior será o potencial de lucro.

Como projetar o alvo neste setup?

Uma vez que você entrou em uma negociação usando a barra elefante, é importante gerenciar o risco adequadamente para proteger os lucros.

A primeira boa prática é sempre utilizar o stop loss e take profit. Para isso, uma alternativa é usar a as opções citadas anteriormente.

Você também pode considerar aumentar o tamanho do lote à medida que o preço se move em seu favor para maximizar os lucros. No entanto, isso requer cuidado e disciplina para não fazer com que sua posição seja muito grande e exponha-se a um risco excessivo.

Você também pode considerar saídas parciais aliado ao break even. Assim, quando o trading chegar, por exemplo, na metade do seu objetivo, você realiza parte dos lucros e move o stop loss para o preço de entrada. Ao fazer isso, você já garante uma operação lucrativa e ainda consegue aproveitar a continuidade do movimento.

Por fim, alguns traders utilizam o breakeven com o trailing stop. Ou seja, quando chegar em determinado um percentual do alvo o stop loss é movido para o preço de entrada e, à partir daí, a medida que o preço for subindo, o stop loss também vai subindo junto.

Qual das opções é a melhor? Depende realmente da preferência pessoal de cada trader sobre como eles querem administrar suas negociações… Não existe uma maneira “certa” ou “errada” – depende simplesmente do que faz VOCÊ se sentir confortável.

Quando não usar a barra elefante?

Quais cuidados ter ao fazer o backtest

A barra de elefante é um padrão popular do price action. Muitos traders o usam para negociar, mas há momentos em que ela pode ser prejudicial à sua negociação. Aqui estão três vezes em que você não deve usar a barra de elefante no comércio:

  1. Quando os mercados são voláteis
    A barra de elefante não é eficaz em mercados voláteis. Isto porque o indicador se baseia na premissa de que os mercados continuarão na direção do candle anterior. Em um mercado volátil, os preços costumam mudar de direção constantemente o que pode gerar muitas “violinadas”.
  2. Quando o ativo tem um padrão lateral
    A barra de elefante é melhor utilizada nos mercados de tendência. Se os mercados forem laterais, a barra de elefante dará sinais falsos. Alguns setores costumam ter essa característica, como por exemplo, empresas do setor elétrico, que costumam se manter em uma faixa de preço por longo tempo.
  3. Quando os preços já subiram ou desceram demais
    Nesse caso a barra elefante pode na verdade indicar exaustão e ser seguido de uma reversão da tendência. Portanto, para operar esse padrão é preferível que ele ocorra a partir de uma reversão de tendência ou de um mercado lateral, caso contrário, a probabilidade de sucesso é menor.

Se você se encontrar em qualquer uma dessas situações, é melhor evitar o uso da barra elefante. Para esses casos, busque outros indicadores ou padrões mais adequados para essas situações do mercado.

Variações da Barra Elefante

Marching Elephant e Clearing Elephant
Marching Elephant e Clearing Elephant

Além desse modelo mais tradicional de barra elefante, existem algumas outras variantes, como é o caso do Marching Elephant e Clearing Elephant.

Marching Elephant

Este padrão se refere uma sequencia de candles médios, principalmente quando operados em tempos gráficos menores. Imagine por exemplo, que você tenha 3 candles médios no tempo gráfico de 20 minutos. Logo, a soma deles pode ser equivalente a uma barra elefante no gráfico de 1 hora.

Quando a sequência é são de candles de alta o padrão é denominado Marching Bull Elephante. Do contrário, quando a sequência é de venda, o padrão é denominado Marching Bear Elephante.

Clearing Elephant

Essa variação ocorre quando uma vela consegue fechar acima da máxima dos últimos 20 candles. Quando isso ocorre, mostra que algo ocorreu no mercado e que fez o preço romper esse patamar e, não apenas isso, mas também que existe boas chances de criar um novo patamar superior.

Quando o rompimento ocorre para cima tempo o Clearing Bul Elephant. Enquanto que nos rompimentos para baixo temos o Clearing BearElephant.

Barra elefante day trade

Uma pergunta muito comum quando apresentamos algum setup ou indicador é: funciona para day trade? Se você for uma dessas pessoas, eu tenho uma boa notícia para você. Sim funciona para day trade.

Na verdade, esse sistema é extremamente adaptável e funciona em qualquer tempo gráfico, inclusive os de menores períodos, que são os preferidos dos day traders.

Naturalmente, quanto maior o tempo, mais relevância tem o padrão. Isso quer dizer que uma barra elefante no gráfico de 30 minutos tem mais relevância do que uma de 1 minuto.

A minha dica é: escolha alguns períodos dos quais você costuma operar e em seguida realize backtestings para ter uma ideia se o setup funciona para o ativo que você deseja atuar.

Setup 9.1 + Barra Elefante

Setup 9.1 + Barra Elefante
Setup 9.1 + Barra Elefante

Já pensou em aumentar ainda mais as possibilidades da barra elefante? Sim isso é possível e uma maneira prática de fazer isso é utilizar um outro setup vencedor em conjunto. Estamos falando do setup 9.1, atribuído a Larry Williams.

O setup 9.1 tem um funcionamento muito simples. Basta inserir uma média móvel exponencial de 9 períodos e esperar a média mudar a direção. Quando isso ocorrer, marcamos a máxima do candle que fez a média virar e entramos na superação de sua máxima.

E como unir esses dois setups? Muito simples. Em vez de considerarmos qualquer barra que vire a média para cima, vamos entrar em uma operação quando a barra que virar a média for uma barra elefante.

Essa abordagem trás algumas vantagens claras. A primeira delas é evitar entrar em barras elefante em momentos de exaustão na negociação, visto que a média será um balizador da tendência.

Uma segunda vantagem é evitar entradas falsas em mercados laterais, o que ocorre com muita frequência no setup 9.1 puro.

Uma desvantagem é que ao utilizar os setups em conjunto, você tende a ter uma quantidade limitada de entradas. Uma forma de mitigar esse problema é utilizar um robô trader e aplicar a estratégia em vários ativos ao mesmo tempo, o que aumentará a quantidade de entradas.

Como ganhar dinheiro com a barra elefante

ganhar dinheiro

A barra elefante é uma estratégia de investimento que visa aproveitar o movimento de um ativo em um determinado período de tempo. Ele é chamado de “barra elefante” porque os investidores que usam essa estratégia buscam lucrar com os grandes movimentos do mercado, assim como um elefante caça as grandes presas.

Para ganhar dinheiro com a barra elefante, o investidor precisa identificar uma tendência de alta ou de baixa no mercado e, em seguida, investir na direção desse movimento.

Por exemplo, se o investidor acredita que o mercado está se recuperando após um período de queda, ele pode comprar ações para lucrar com o aumento dos preços. Do mesmo modo, se o investidor acredita que o mercado está caminhando para uma queda, ele pode vender suas ações e lucrar com a queda dos preços.

Para ter sucesso nessa estratégia, é importante ter em mente alguns princípios: primeiro, é preciso ser disciplinado e permanecer focado na tendência do mercado; segundo, é importante diversificar os investimentos para mitigar riscos; e terceiro, é crucial manter uma boa gestão do capital para não perder tudo em caso de revés no mercado.

Conclusão

Esperamos que após ter lido este post, você tenha uma melhor compreensão do que é a barra elefante, como funciona e porque ela existe.

Vale a pena investir nesta estratégia? A resposta é sim. A barra elefante é uma das estratégias de day trade mais lucrativas e é uma boa ideia começar a operar com ela. Mas lembre-se: para ter sucesso, é preciso estudar continuamente, ter disciplina e paciência.

Por isso, se você ainda não se inscreveu no nosso canal do youtube, faça isso agora mesmo! Lá, além de outros vídeos sobre trading, você também terá acesso a tutoriais exclusivos sobre operações com a barra elefante. Não perca tempo e confira!

Carlos Eugênio

Fundador da Sociedade de Investidores. Investidor e Trader desde 2017 e Mestre em Engenharia de Produção (UFPE). Quer saber mais? Clique aqui.

Receba conteúdo exclusivo

Veja também…

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This