Price Action: O que é, como funciona e para que usar +Robô Trader

Price Action
Início > Blog > Price Action: O que é, como funciona e para que usar +Robô Trader

O Price Action é uma técnica de análise gráfica utilizada pelos traders para tomar decisões de compra e venda. Como o próprio nome sugere, se baseia nos movimentos de preços registrados nos gráficos.

Embora se pareça simples, essa técnica envolve um conjunto de ferramentas e técnicas utilizadas para analisar os mercados financeiros e tomar decisões de investimento.

O fundamento da técnica é que o preço de um ativo reflete todas as informações relevantes para o mercado e, portanto, é possível usar os dados para prever o movimento futuro. Embora o público em geral ainda saiba pouco sobre a técnica, muitos traders a utilizam.

Neste guia completo sobre Price Action, você vai aprender o que é esta técnica, como ela funciona e quais são as principais ferramentas utilizadas pelos traders para analisar os mercados.

Além disso, daremos algumas dicas importantes sobre como utilizar o Price Action na sua estratégia de investimento. Vamos compará-lo com outras formas de operar e, por fim, ver como criar um robô trader do zero para operar a técnica. Continue a leitura e descubra.

O que é Price Action

Price action é a variação do preço de um ativo em um determinado período de tempo. Muitos traders e investidores o utilizam para analisar e negociar o mercado financeiro, pois ele fornece informações valiosas sobre a oferta e a demanda de qualquer ativo.

Quer saber o seu signifcado, quando surgiu e os fatores que influenciam a movimentação dos preços? Então continue.

O que significa Price Action?

Você sabe o que significa Price Action? Em tradução literal é Ação do Preço. É um termo usado no mercado financeiro para descrever o movimento do preço de um ativo.

O calculo usa as informações de fechamento, abertura, preços máximo e mínimo de um ativo durante um período de tempo específico. Os analistas utilizam a técnica para prever o movimento de preços de qualquer ativo comerciável, incluindo ações, moedas, commodities e índices.

Os traders que usam price action acreditam que todas as informações necessárias para tomar uma decisão de compra ou venda já estão refletidas no preço.

Eles não se concentram em indicadores técnicos adicionais, notícias ou fundamentos que possam afetar o mercado. Ao invés disso, confiam exclusivamente nos padrões gráficos para tomar decisões de negociação.

Com base nessa análise, determinam se é adequado comprar ou vender um ativo específico em um determinado momento.

Quando surgiu o Price Action?

Não há consenso sobre a origem do termo, mas é provável que tenha surgido nos anos 1970 ou 1980, juntamente com outros indicadores técnicos. O primeiro uso registrado do Price Action foi em 1787 por J.W. Ogilvie, que escreveu “An Essay on Stock Jobbing”.

Price Action é um termo usado para descrever o movimento de preços de um ativo. É uma análise técnica que leva em consideração apenas o preço dos ativos, sem usar nenhum outro indicador.

No início dos anos 90, com o livro “The New Technical Trader” de Tushar S. Chande o termo começou a ganhar destaque. Ele foi um dos primeiros a introduzir este conceito e mostrar como ele poderia ser usado para analisar os mercados financeiros. Desde então, muitos outros traders e investidores têm adotado este método e aperfeiçoando-o.

Que fatores influenciam a ação dos preços?

Há muitos fatores que podem influenciar a ação dos preços, tais como notícias especulativas, divulgação de dados econômicos e mudanças no sentimento do mercado. Veja alguns abaixo.

1 – Oferta e a demanda

A oferta é a quantidade de um bem disponível para venda a um determinado preço, enquanto a demanda é a quantidade de um bem que os consumidores estão dispostos e capazes de comprar por um determinado preço. Quando a demanda supera a oferta, os preços subirão; quando a oferta superar a demanda, os preços cairão.

2 – Efeito de Mercado

Outro fator importante que influencia os preços é o chamado “efeito do mercado”. O efeito do mercado diz respeito às expectativas dos participantes do mercado sobre como os preços irão se comportar no futuro.

Se as pessoas esperarem que os preços subam no futuro, elas tendem a comprar mais hoje, o que pode levar à realização dessa expectativa e resultar em altas nos preços. Da mesma forma, se as pessoas esperarem que os preços caiam no futuro, elas tenderão a comprar menos hoje, o que pode levar à queda nos preços.

3 – Tempo, volume e volatilidade

O fator mais importante é o tempo, pois ele determina quantos negócios serão feitos em um dia. O volume é o segundo fator mais importante, pois representa o número de ações que estão sendo negociadas. A volatilidade é o terceiro fator mais importante, pois representa o quanto os preços das ações podem variar em um dia.

Como negociar Price Action com sucesso

sucesso no price action

Para ter sucesso operando Price Action é preciso conhecimento e compreensão dos conceitos da análise técnica, tais como suporte e resistência, linhas de tendência e padrões de gráficos. Também é importante ter um plano de gerenciamento de risco eficiente para proteger seu capital.

Essa técnica pode ser muito rentável se você souber o que está procurando nos gráficos e tiver uma boa gestão do risco. Aqui estão algumas dicas para negociar com sucesso Price Action.

  1. Esteja atento aos níveis de suporte e resistência
    Os níveis de suporte e resistência são importantes para negociar Price Action com sucesso. Eles podem indicar onde o preço pode reverter ou continuar a tendência. Aprenda a identificar os níveis de suporte e resistência no gráfico e fique de olho para reversões potenciais do preço nestes níveis.
  2. Aprenda a reconhecer padrões gráficos
    Os padrões gráficos podem fornecer pistas sobre o que o mercado está se preparando para fazer. Aprenda a reconhecer alguns dos principais padrões gráficos, como reversões, continuações e retrações, e use-os para antecipar movimentos potenciais do mercado.
  3. Analise as notícias macroeconômicas
    As notícias macroeconômicas podem ter um impacto significativo no mercado. Acompanhe as principais notícias econômicas para ver se há eventos que podem afetar os pares de moedas que você está negociando.
  4. Use ferramentas técnicas adicionais
    Além dos três itens acima, existem várias outras ferramentas técnicas que podem ser úteis na negociação do Price Action. Estude diferentes indicadores técnicos e veja como você pode utilizá-los em conjunto.

Como funciona o Price Action

O price action é uma metodologia de negociação que se baseia na análise dos movimentos de preço de um ativo. Essa análise pode ser feita de diversas formas, mas o objetivo é sempre chegar a uma conclusão sobre a direção que o preço seguirá no futuro.

O price action é observado pelos candlesticks ou gráficos de velas. Eles fornecem uma representação visual do movimento do preço ao longo do tempo e são extremamente úteis na análise técnica.

São muitas as classificações dos candlesticks, elas se dão por sua formas e representação. Algumas das formações mais comuns são o martelo, a estrela cadente, barra elefante

Os fundamentos do price action são bastante simples: os traders observam os gráficos e analisam os padrões de preços para tentar prever as movimentações futuras. A vantagem deste método é que ele não requer o uso de nenhum indicador técnico, apenas os gráficos brutos dos preços.

Princípios mais importantes do price action

  • Os movimentos de preço refletem todas as informações relevantes: os traders costumam dizer que o “preço já está descontando tudo”. Ou seja, todas as notícias e fatores relevantes para o ativo já estarão reflected in its precio;
  • O mercado é composto por participantes individuais com diferentes agendas e objetivos: cada trader tem sua própria visão do mercado e está buscando algo diferente. Isto significa que não existe um único “mercado”, mas sim múltiplos mercados compostos por participantes com agendas distintas;
  • O histórico se repete: os padrões de preço tendem a se repetir no tempo, pois os participantes reagem da mesma forma às mesmas situações. Esta repetição pode ser observada nos gráficos e usada para tentar predecir os movimentos futuros;
  • O mercado é dinâmico e está sempre em constante mudança: as condições do mercado podem mudar rapidamente, afetando assim os padrões de preço. Por isso, é importante estar atento às mudanças e adaptar a metodologia conforme necessário.

Price Action utiliza indicadores?

Os indicadores são cálculos matemáticos baseados no preço, volume, ou interesse aberto de um título, ou seja, informações passadas. Ainda assim, muitos traders e analistas acreditam que, analisando estes indicadores, podem prever os movimentos futuros do mercado.

No entanto, uma premissa do Price Action é que todas as informações necessárias para fazer uma negociação já estão refletidas no movimento do preço do título.

Como resultado, boa parte dos traders que usam Price Action não utilizam indicadores, em vez disso, confiam nos padrões dos gráficos e nos dados de preços brutos para tomar decisões de negociação.

Há algumas exceções a esta regra, já que alguns traders usam indicadores para confirmar sinais de Price Action ou para identificar áreas potenciais de apoio e resistência.

Principais padrões de Price Action

Os principais padrões de ação de preços são padrões de candle, padrões de gráficos e rompimento de preços. Os padrões de candles são formados pelo movimento dos preços em um gráfico de candle.

Os padrões de gráficos são criados pelo movimento de preços em um gráfico de barras ou em um gráfico de linhas. Os rompimentos de preços ocorrem quando os preços se movem para fora de um suporte ou nível de resistência definido. Conheça a seguir alguns padrões de candle muito utilizado pelos traders.

Os principais padrões de Price Action são os seguintes:

Doji

Doji, padrão de candles price action

O Doji é um sinal de indecisão, ele aparece quando o mercado abre e fecha perto dos mesmos níveis, indicando que houve muito pouco movimento no preço. Ele pode ser um sinal contrarian (indicando que a tendência atual pode estar prestes a reverter) se aparecer no topo ou no fundo da tendência atual.

Pin Bar

Pin Bar, padrão de candle, price action

Uma Pin Bar é um tipo de candlestick que se forma quando o preço se move significativamente em uma direção e, em seguida, retorna rapidamente. Geralmente, isso acontece quando há um forte movimento de preços no mercado e os investidores começam a ficar nervosos.

À medida que o mercado continua a subir ou a cair, as pessoas ficam cada vez mais apreensivas e começam a vender suas ações. No entanto, à medida que o mercado se aproxima do nível de suporte ou resistência, os investidores começam a comprar novamente, fazendo com que o preço volte para trás.

Ombro Cabeça Ombro

O ombro cabeça ombro é um padrão de reversão em baixa que é formado por três picos de preço sucessivos, sendo o pico médio mais alto do que os outros dois. O padrão é considerado completo quando os preços quebram abaixo do nível do suporte da linha do pescoço.

Suportes e resistências

Suporte e Resistencia, Price Action

Os níveis de suporte e resistência são níveis de preços horizontais que servem como barreiras para o lado bom ou ruim do mercado. Os preços freqüentemente encontrarão apoio em níveis baixos anteriores ou retração Fibonacci e encontrarão resistência em níveis altos anteriores ou extensão Fibonacci.

Bandeiras

Bandeira, price action

Uma bandeira é um padrão de continuação que é criado por duas linhas de tendência paralelas que convergem uma para a outra como uma bandeira que voa ao vento. O padrão é considerado completo quando os preços quebram a partir da formação da bandeira.

Flâmulas

Flamula, price action

Flâmula é um padrão de continuação que é criado por duas linhas de tendência convergentes que formam uma forma em forma de triângulo. A flâmula é considerada completa quando os preços se rompem a partir da formação do triângulo.

Considere isso para negociar com Price Action

Identificação de níveis chave

Ao negociar price action, é importante identificar os principais níveis no mercado. Estes níveis podem ser níveis de suporte e de resistência, ou podem ser níveis dinâmicos como médias móveis ou retrações Fibonacci.

Ao identificar esses níveis chave, os traders podem então procurar por sinais, ou padrões próximos a eles que possam dar uma indicação de para onde o mercado pode estar se dirigindo em seguida.

Estabelecendo ordens de stop-loss e take-profit

Outro aspecto importante ao negociar price action é a definição de ordens stop loss e take profit. Isto porque, muitas vezes não há um indicador claro de onde colocar estas ordens.

Entretanto, usando os níveis de suporte e resistência como guia, os negociadores podem definir suas ordens stop loss abaixo do suporte para posições compradas e acima da resistência para posições vendidas.

Outra possibilidade é usar os topos e fundos mais recentes. Ou seja, para compras o stop loss fica no último fundo e o take profit no último topo. Enquanto que para vendas o stop fica no último topo e o take profit no último fundo.

Ainda outra alternativa é usar o candle de referência como base. Dessa forma, para compras o stop loss pode ser posicionado na mínima e o take profit um múltiplo da barra (amplitude) ou do corpo, como por exemplo, 2x o amplitude da vela. A venda segue a mesma lógica, mas no sentido inverso.

Gerenciando seu risco

Como em qualquer tipo de negociação, o gerenciar de seu risco é crucial e com price action não é diferente. Mas, como fazer isso?

Em primeiro lugar arriscar apenas uma pequena quantia de seu capital em cada negociação e usar ordens stop-loss e take-profit para limitar suas perdas e travar os lucros. Ao fazer isso, você garantirá que, mesmo que tenha algumas negociações perdidas, seu saldo geral da conta ainda estará em território positivo.

Em segundo lugar, buscar oportunidades onde a relação risco retorno seja muito favorável, ou seja, arriscar perder um valor pequeno para ganhar grandes montantes.

Como é feita a análise de dados?

A fim de negociar price action com sucesso, é importante entender como analisar os dados. Isto pode ser feito analisando os níveis de suporte e resistência, as linhas de tendência e os mercados laterais.

Suportes e Resistências

Os níveis de suporte e resistência são importantes porque representam áreas onde o preço tem forte chance de saltar para cima (suporte) ou descer (resistência). Você pode encontrar estes níveis observando o comportamento de preços passados e identificando onde o preço inverteu repetidamente a direção.

Linhas de tendências

Uma das principais formas de usar linhas de tendência é determinar se uma determinada moeda está em uma tendência de alta ou tendência de baixa. Você pode usar linhas de tendência para identificar áreas potenciais de suporte e resistência. Você também pode usá-las para determinar os pontos de entrada e saída.

Mercado lateral

Os mercados laterais são caracterizados por preços que se movem dentro de uma faixa relativamente apertada e muitas vezes são difíceis de comercializar de forma lucrativa. Entretanto, ao entender como identificar essas diferentes condições de mercado, os comerciantes podem estar melhor preparados para aproveitar as oportunidades à medida que elas surgem.

Quando usar o Price Action?

A Price Action pode ser usado em qualquer mercado e em qualquer período de tempo. Entretanto, é importante observar que é preciso entender as estratégias, visto que existem padrões para todos os tipos de mercado.

Por exemplo, ao operar padrões de reversão, é importante identificar mercados que são agitados, voláteis. Já para mercados em tendência é importante usar padrões de continuação, e assim por diante.

Não há regras estabelecidas para quando usar a ação de preços, mas há certos momentos em que ela é mais eficaz do que outros. Por exemplo, no Forex, muitos traders acham que funciona bem durante as sessões de Londres e Nova Iorque, pois é o momento de maior liquidez e movimentação do mercado.

Mas, o price action também pode ser usado para operar notícias. Isto porque, nesses momentos, frequentemente há movimentos bruscos de preços que proporcionam boas oportunidades de lucro.

Em geral, o price action é mais eficaz quando o mercado em mercado lateral ou volátil. Entretanto, ela também pode ajudá-lo a surfar grandes tendências.

Como usar o Price Action

Day traders, scalpers e traders de criptomoedas utilizam amplamente a técnica de ação de preços porque é uma forma simples e direta de analisar os mercados. Além disso, também podem usá-la no mercado de ouro, pois o metal precioso tende a se mover em tendências fortes e sustentadas. Veja mais a seguir.

Price Action para intraday (day trade)

O Price Action é uma ferramenta muito importante para os day traders, pois lhes permite tomar decisões baseadas nos movimentos reais de preços de um título, em vez de confiar em indicadores ou outras formas de análise técnica atrasadas.

Ao entender e utilizar essa ferramenta, os day traders podem ter uma melhor noção do momento do mercado e tomar decisões melhores, com maior precisão, sobre entradas e saídas.

Price Action para scalping

Os scalpers também podem se beneficiar do Price Action para tomar decisões rápidas sobre seus negócios. Ao entender como os preços estão se movendo, os escalpers podem entrar e sair de posições de forma mais eficaz e capturar pequenos lucros que se somam ao longo do tempo.

No entanto, aqui existe um risco mais elevado, isso porque, quanto menor o período de tempo analisado, menor tende a ser a eficácia do padrão formado.

Price Action para crypto

Os mercados de criptomoedas são, em sua maioria, altamente voláteis, tornando-os difíceis de serem comercializados utilizando métodos tradicionais como análise técnica ou análise fundamentalista.

Entretanto, ao usar Price Action para identificar níveis chave de suporte e resistência, os traders conseguem fazer negócios lucrativos nestes mercados.

Price Action para o ouro

O ouro é outro mercado onde a ação do preço pode ser útil na tomada de decisões comerciais. Os preços do ouro tendem a ser influenciados por fatores como a política do banco central, condições econômicas globais e eventos geopolíticos. Ao prestar atenção a esses fatores e como eles afetam os preços do ouro, os comerciantes podem prever melhor para onde os preços provavelmente irão em seguida.

Price action ou outras formas operar?

Antes de qualquer coisa, queremos destacar que é possível ter sucesso em qualquer forma de se operar. Seja ela Price Action, Tape Reading ou Análise Técnica com os seus indicadores.

Inclusive, elas não precisam necessariamente serem excludentes, ou seja, não é obrigado que você utilize apenas uma das formas. É perfeitamente possível combiná-las.

Mas, acima de tudo, é importante que você utilize o que mais se adequar ao seu perfil e o método que proporcione os melhores resultados para você. Dito isso, vamos as análises.

Price action ou analise técnica?

Quando se trata de negociação, existem duas principais escolas de pensamento – Price Action e Análise Técnica. Então, qual é a melhor maneira de negociar?

Price Action é um tipo de negociação que usa apenas dados de preços para tomar decisões de negociação. Ou seja, usam padrões de velas, níveis de suporte e resistência e outras formas de analisar o preço.

A análise técnica, por outro lado, usa uma variedade de ferramentas, incluindo indicadores como médias móveis e IFR/RSI para ajudá-los a tomar decisões de negociação. Esses indicadores podem ser baseados em momento, volume, volatilidade ou uma variedade de outros fatores.

Então, qual abordagem é melhor? Não há uma resposta clara, pois ambas as abordagens têm seus próprios prós e contras.

Enquanto a análise técnica pode fornecer uma abordagem mais sistemática, o Price Action pode ser mais intuitivo e fácil de entender.

Em última análise, tudo se resume ao que funciona melhor para você. Se você é novo na negociação, pode valer a pena experimentar as duas abordagens para ver com qual você se sente mais confortável.

Price action ou tape reading?

O Tape Reading, ou leitura de fluxo, como é também conhecido, envolve olhar para as mudanças de preço e inferir informações sobre a pressão de compra e venda a partir do padrão observado.

Assim como o Price Action, o Tape Reading analisa o que está ocorrendo atualmente no mercado, mas de forma totalmente diferente.

Enquanto o Price Action utiliza a formação dos preços de forma gráfica (geralmente nos candles), o Tape Reading considera apenas os volumes de ordens fixadas no book, bem como as agressões dos compradores e vendedores e os agentes que estão realizando essas ordens.

Vale salientar quem dependendo o mercado que esteja operando, o Tape Reading acabe se tornando limitado. É o caso do Forex, por exemplo, onde não se sabe a origem da ordem e nem o seu volume real, o que inviabiliza algumas ferramentas utilizadas nesta modalidade.

Então, qual é o melhor? Price Action ou Tape Reading? Mais uma vez, não há resposta definitiva, pois ambos os métodos têm seus prós e contras.

No entanto, se você é um investidor de curtíssimo prazo, (scalper) pode ser que se identifique melhor com a leitura de fluxo, ou seja, Tape Reading. Já se você tem um perfil de passar alguns minutos, horas ou até mais tempo posicionado, o Price Action provavelmente será mais adequado para você.

Além disso, nada impede de combinar as técnicas. Por exemplo, ao analisar algum movimento importante por meio da análise de fluxo, verificar se tem algum padrão de candle confirmando o sinal.

Price action ou indicadores?

Price action é uma forma de analisar e negociar os mercados financeiros que se concentra exclusivamente na ação do preço, ou seja, usa apenas o gráfico de preços para tomar decisões de compra e venda e não são atrasados.

Diferentemente, indicadores são ferramentas técnicas para auxiliar os traders com base em valores passados e considera o tempo, volume e preço como as principais variáveis para tomar decisões sobre quando comprar ou vender.

O Price Action é composto por uma variedade de padrões, cada um deles com as suas próprias regras e interpretações. De maneira análoga, existem muitos diferentes tipos de indicadores, cada um com suas próprias regras e métodos de interpretação.

Em ambos os casos, alguns podem ser úteis, enquanto outros podem ser confusos e até mesmo contraproducentes.

Então, qual é a melhor forma de operar? Price action ou indicadores?

Bem, isso depende do trader ou investidor. Alguns preferem usar price action porque consideram os gráficos mais simples e fáceis de interpretar. Outros preferem usar indicadores porque são mais objetivos e porque consideram os dados mais precisos.

Price Action ou Ichimoku?

Se você está procurando uma maneira de negociar que seja simples, eficaz e lhe dê maior controle sobre suas negociações, então o price action pode ser a escolha certa para você.

Isso porque, ele se concentra exclusivamente nas movimentações de preços para determinar onde entrar e sair de um trade. Isso pode tornar mais fácil compreender e analisar os gráficos, além de fornecer uma maior flexibilidade na execução das suas negociações.

O Ichimoku é uma técnica de análise gráfica que pode ser usada para identificar tendências. Ele é composto por cinco linhas, chamadas de Tenkan-sen, Kijun-sen, Chikou-span, Senkou-span A e Senkou-span B. Estas linhas são traçadas com base em dados históricos e ajudam a prever o movimento futuro dos preços.

O Ichimoku é considerado um indicador avançado e pode ser usado para confirmar tendências ou para gerar sinais de compra e de venda. Assim, vale a pena usá-lo se você estiver procurando um indicador técnico confiável para auxiliá-lo nas suas decisões de negociação. Mas é preciso estudá-lo bem antes disso.

Price action funciona?

Vantagens e desvantagens renda passiva

O Price Action é simplesmente o movimento do preço em um gráfico. Ela pode ser representada por candles, barras, ou até mesmo apenas uma linha. É um método de negociação que utiliza apenas dados de preços para tomar decisões. Isto significa que não são utilizados indicadores, apenas informações puras sobre preços.

Então, será que o Price Action funciona? A resposta é sim, funciona. Entretanto, não é um Santo Graal e não fará de você um milionário da noite para o dia.

Para ser bem sucedido negociando Price Action, você precisa ter um sólido entendimento da análise técnica e da psicologia do mercado. Você também precisa ser capaz de permanecer disciplinado e paciente enquanto espera que ocorram os ajustes corretos.

Como criar um Robo Trader (EA) Price Action

A maneira mais fácil é usando o robô trader SDIN4, que é expert advisor que funciona na plataforma Metatrader 5 (MT5) capaz de criar praticamente qualquer estratégia de negociação. Ele possui mais de 170 indicadores divididos em grupos. Um desses seus grupos é justamente o Price Action.

Esse grupo é composto por 29 padrões de candles populares como:

  • Pin Bar;
  • Candle de Força;
  • Inside Bar;
  • 3 Soldados Brancos e 3 Corvos Negros;
  • Engolfo;
  • E Dunnigan, apenas para citar alguns.

Para usar qualquer desses padrões, basta selecioná-lo.

Além disso, existe um módulo avançado, chamado de Expressões. Ele permite utilizar operações e funções matemáticas, comparadores e operadores lógicos, indicadores e dados de candle como preço atual, fechamento, abertura, máxima e mínima, além de dados temporais.

Dessa forma, caso os padrões disponibilizados no grupo Price Action não seja o suficiente, você pode criar a sua própria regra de entrada e de saída, inclusive podendo ser regras diferentes. Ou seja, uma regra para compra e outra regra para venda.

Existe ainda a possibilidade de usar em conjunto com qualquer outro indicador disponível no robô trader SDIN4 e criar dezenas ou centenas de robôs com uma única licença.

Assim, você pode criar um EA de Price Action para salping, outra day trading e para qualquer ativo ou tempo gráfico que deseje.

Conclusão

Esperamos que esse guia sobre price action tenha sido útil, pois essa é uma das estratégias de negociação mais populares e eficazes no mercado financeiro. Apesar de ser relativamente simples, ela exige que o trader entenda seus componentes e saiba aplicá-la de forma correta.

Aprender a negociar com price action é um processo que leva tempo e dedicação, mas vale a pena quando se obtém sucesso. Que tal começar hoje mesmo?

Para continuar aprendendo sobre price action e outras estratégias de negociação, inscreva-se no nosso canal do YouTube! Lá, publicamos vídeos semanais com dicas e estratégias para ajudá-lo a ser um trader melhor e faturar 5 mil por mês no automático.

Carlos Eugênio

Fundador da Sociedade de Investidores. Investidor e Trader desde 2017 e Mestre em Engenharia de Produção (UFPE). Quer saber mais? Clique aqui.

Receba conteúdo exclusivo

Veja também…

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This