fbpx
Home > Blog > Robô de investimento: TUDO o que você quer e precisa saber. Confira!

Robô de investimento: TUDO o que você quer e precisa saber. Confira!

13/01/2021
Robô de Investimento

Já pensou se fosse possível ter um robô de investimento para comprar e vender ações para você de forma automática? Pois é, embora possa parecer algo difícil de se imaginar, essa possibilidade está disponível para todos.

Imagine só: enquanto você está no seu trabalho, levando seus filhos para a escola, estudando, ou até mesmo se divertindo, o robô está trabalhando para você.

Hoje a maioria das transações da bolsa de valores são feitas por robôs de investimento. No entanto, esse ainda é um tema pouco conhecido da maioria das pessoas.

Por isso, elaboramos esse guia completo, com tudo o que você precisa saber sobre como investir utilizando robôs.

Está preparado para descobrir essa nova modalidade de investimento? Então continue a leitura.

Como surgiram os robôs no mercado financeiro?

Você já parou para pensar na velocidade em que a tecnologia está evoluindo?

Quem diria que seria possível um carro andar sem motorista? Ou que seria possível imprimir um órgão?

E, pensando em coisas mais simples, que poderíamos pegar um ônibus sem cobrador e ainda pagar no cartão de crédito ou com o celular?

A internet das coisas (IOT), Big Data, Machine Learn, Inteligência Artificial e outras inovações tecnológicas tornaram isso possível.

A automação permite que o trabalho possa ser feito de forma mais segura, barata e eficiente do que a maioria das atividades realizadas por humanos.

No final da década de 1990 o mercado financeiro começou a evoluir para suportar o aumento no volume nas negociações.

Inicialmente os robôs eram usados unicamente pelas grandes corporações. Mas de lá pra cá, muita coisa mudou.

Agora, os home brokers estão cada vez mais acessíveis, simples e com possibilidade de integração. Essas evoluções possibilitaram à automação dos investimentos.

Dessa forma, o que antes era possível apenas para grandes investidores pode ser utilizado por qualquer pessoa.

O que é um robô de investimento?

No vídeo abaixo você encontra um pequeno resumo. Confira!

Em termos técnicos podemos dizer que um robô de investimento é um aplicativo ou software que automatiza processos financeiros.

Na prática, é semelhante a um carro autônomo que coleta e analisa diversas informações e, com base nisso, toma uma decisão.

A diferença é que em vez de dirigir com segurança o robô investidor decide qual o melhor investimento de acordo com o perfil do investidor ou o melhor momento para entrar e sair de uma operação diante dos critérios analisados.

Os robôs podem ser simples ou complexos. A sua principal função é executar comandos ordenados de forma lógica, fazem isso por meio dos algoritmos.

Algumas ferramentas avançadas podem utilizar machine learning, inteligência artificial, análise preditiva e outros nesse processo.

Dessa forma, processos mecânicos podem ser automatizados, aumentando a velocidade e eliminando falhas.

Como funcionam os robôs?

Como comentado, o robô executa comandos de forma lógica e ordenada. Para isso, no entanto, precisa de um banco de dados e as variáveis que deve considerar ao tomar uma decisão.

O banco de dados pode ser as informações dos preços do ativo fornecido pela corretora, book de ofertas, indicadores, bem como a combinação das opções.

Para entendermos melhor vamos dar um exemplo.

Vale ressaltar que este é apenas um exemplo não é uma recomendação.

Digamos que você queira que o robô faça uma compra toda vez que o indicador Accelerator Oscillator estiver na cor verde e venda toda vez que estiver na cor vermelha.

Nesse exemplo, o robô está utilizando um indicador de análise técnica, o Accelerator Oscillator, como base para a sua entrada na negociação.

Esse indicador é disponibilizado pela plataforma de negociação, que consequentemente, utiliza dados fornecidos pela corretora para gerar o indicador.

Assim, o robô vai analisar o indicador plotado no gráfico da plataforma e, como resultado, sempre que ocorrer o sinal ele fará a entrada na operação.

Os robôs também podem ajudar nos seguintes processos:

  • analisar e escolher os melhores investimentos de acordo com o perfil;
  • monitorar os investimentos ativos;
  • realizar aplicações financeiras;
  • encerrar aplicações financeiras.

Quais os tipos de robôs de investimento?

Embora o objetivo seja automatizar operações, nem todos os robôs são iguais. Na verdade, existem diversos tipos.

Por exemplo,  enquanto alguns focam em operações rápidas outros gerenciam portfólios e visam o longo prazo.

Veja logo abaixo um pouco mais sobre os principais tipos.

HFT

Esses foram os primeiros robôs a serem criados.

São utilizados pelos grandes players do mercado como, por exemplo, fundos de investimentos, bancos, corretoras e outras instituições de grande porte.

O objetivo do HFT é realizar operações scalper, ou seja, entrar e sair de uma negociação rapidamente.

Esse tipo de robô  necessita de uma grande quantidade de recursos para operar. Alguns deles têm servidores dentro da própria bolsa de valores e o poder computacional das máquinas é extremamente alto.

Em suma, é preciso operar um grande capital para justificar um investimento desses. Por esses motivos está acessível apenas para grandes corporações.

Este tipo de robô deu origem aos chamados robôs traders.

Robô trader

O robô trader surgiu a partir do HFT. Mas, o seu foco é a pessoa física.

Por meio desse tipo de robô o investidor pode programar a compra e a venda de ações e diversos outros instrumentos financeiros.

Além disso, o robô pode ser programado para  identificar padrões no mercado (geralmente por meio da análise técnica) e, consequentemente, disparar as ordens de acordo com os parâmetros definidos.

Por exemplo, digamos que você deseja comprar uma determinada ação quando o seu preço cair 10%. Caso esse cenário aconteça o robô automaticamente efetuará uma compra na quantidade programada.

Da mesma forma, você pode programar para quando o seu lucro atingir 10% efetuar a venda.

Alguns robôs mais versáteis permitem o uso de diversos indicadores ao mesmo tempo, price action, fórmulas personalizadas e muito mais.

Geralmente é utilizado para operações de day trade, ou seja, operações que começam e terminam no mesmo dia. Por isso, os ativos preferidos são os mais líquidos e com maior volatilidade, como o índice futuro e o dólar futuro.

No entanto, pode ser utilizado qualquer ação, índice, commodities, etc. disponibilizada pela corretora.

Além disso, as estratégias podem ser facilmente adaptadas para operações de curto, médio ou longo prazo.

Robô advisor

Enquanto o robô trader é focado em poucos ativos, o robô advisor tem como principal objetivo a criação, monitoramento e balanceamento de uma carteira de investimentos.

Outra diferença entre os dois é que, enquanto o robô trader geralmente utiliza a análise técnica o robô advisor leva em consideração o perfil e objetivos do investidor para efetuar recomendações.

Para isso, o robô advisor utiliza metodologias com resultados comprovados da teoria econômica, sendo a teoria moderna de portfólios uma das mais utilizadas.

Depois de preencher um questionário o robô identifica o perfil e objetivos do usuário e, dessa forma, cria uma carteira diversificada.

Visando minimizar os riscos, geralmente diversificação é feita por aplicações em várias classes de ativos, sobretudo, com a utilização de ETFs.

Consultor de investimento digital

O termo consultor de investimento digital é bem amplo envolve questões como consultoria e gestão de Investimentos.Ele não precisa necessariamente utilizar robôs para realizar o recomendar aplicações.

No entanto, como o processo se dá de forma digital, por meio de sites ou aplicativos, e muitas vezes são iniciados por machine learning ou inteligência artificial, podemos enquadrá-lo como um robô.

Quais as vantagens de utilizar robô de investimento?

Existem diversas vantagens de realizar investimentos por meio de robôs abaixo listamos algumas delas. Confira!

  1. Mais tempo: você não precisa ficar na frente do computador esperando um sinal ou monitorando o preço do ativo para realizar sua aplicação.
  2. Livrar-se do emocional: o robô não fica ansioso, com medo ou com excesso de confiança, ou seja, apenas cumpre o que está programado.
  3. Praticidade: sejam pré-configurados ou parametrizáveis, é possível com apenas alguns cliques colocar o robô para rodar em conta real.
  4. Backtest: permite rodar uma estratégia no passado e identificar qual teria sido o resultado. Embora resultados passados não garantam resultados futuros, se uma estratégia deu prejuízo no passado, porque “apostar” que ela vai dar resultados hoje?
  5. Otimização: é o processo de lapidar uma estratégia e tentar melhorar a sua performance ou ajustá-la ao seu perfil.
  6. Velocidade: a capacidade do envio de ordens e ajustes operacionais de um robô é muito maior que a de uma pessoa. Enquanto você está processando se é o momento de enviar uma ordem o robô já estará posicionado.
  7. Liquidez: como a velocidade do robô é infinitamente maior, a probabilidade dele entrar em preços melhores é maior, principalmente quando a liquidez é baixa.
  8. Baixo custo: não é preciso pagar milhares de reais para um programador desenvolver. Existem diversas soluções que funcionam com aluguel, basta pagar uma pequena mensalidade e pronto.
  9. Precisão: diferentemente do humano, o robô não erra. Ele vai cumprir exatamente o que está programado para fazer.

Quais as desvantagens de utilizar robô de investimento?

Quais as desvantagens dos Robôs de Investimento

Logicamente, nem tudo são flores. Operar com robôs também tem os seus pontos negativos. Abaixo segue alguns deles.

  1. Cumpre o programado: embora seja uma vantagem, pode ser também uma desvantagem, pois o robô não tem subjetividade e muitas vezes algo aparentemente óbvio diante de um contexto pode não ser considerado pelo robô.
  2. Horizonte de investimento: os robôs se mostram mais efetivos quando utilizados pensando no longo prazo.
  3. Capital inicial elevado: apesar de variar de acordo com a estratégia, no geral é recomendado um capital inicial de R$ 1.000,00 por contrato.
  4. Necessita de reserva de emergência: não é o investimento recomendado para quem nunca investiu. Recomenda-se criar uma reserva e diversificar com os robôs.

Qual o melhor robô de investimento?

Responder a esta pergunta é a mesma coisa que responder qual é o melhor investimento.

Certamente não existe um melhor tipo de investimento, caso contrário, só existiria esse investimento.

A resposta a esta pergunta envolve vários fatores. Então para ajudar a identificar qual o melhor tipo de robô para você pergunte-se:

  • Qual o meu perfil de investidor?
  • Por quanto tempo preciso do dinheiro?
  • Qual o meu capital?
  • Quanto terei que investir para utilizar os robôs?
  • Qual a minha expectativa de retorno?
  • Vou utilizar um portfólio ou operar apenas um robô?
  • Vou criar as minhas estratégias ou utilizar prontas?

A resposta a estas perguntas o ajudará na tomada de decisão. Por exemplo, se o seu capital é pequeno e você deseja montar um portfólio de robôs, provavelmente não vai conseguir.

Da mesma forma, se você deseja altos retornos mas tem um perfil conservador certamente não encontrará um robô com este perfil.

Em resumo, você precisa identificar claramente a sua necessidade e, a partir daí, verificar quais robôs  melhor atende a sua expectativa.

Quanto custa um robô de investimento?

Quando custa um robo de investimento

Fonte: freepik

Os custos variam de forma significativa. Isso porque, não existe uma forma padrão de cobrança.

Por exemplo, as empresas que oferecem os robôs advisors costumam cobrar um percentual sobre o valor investido ou sobre a rentabilidade. Nesse caso, os valores podem variar entre 0,4% a 0,7% ao ano sobre o valor investido.

Já para os robôs traders o cenário é diferente. Veja abaixo algumas formas de cobrança aplicadas:

  • Mensalidade para cada robô de investimento;
  • Mensalidade para a plataforma e o usuário desenvolve as suas estratégias;
  • Compra vitalícia do robô;
  • Mensalidade da plataforma e das estratégias.

E quanto aos custos? Bem, nesses casos a cobrança pode variar em média entre R$ 99,00 a 290,00.

No entanto, você deve ter em mente que podem existir custos adicionais.

Para aumentar a segurança, é provável que você tenha que contratar uma VPS e colocar o seu robô para rodar na nuvem. Isso minimiza problemas como quedas de conexão e aumenta a velocidade no envio das ordens.

Como contratar robô para operar na bolsa?

O processo varia de empresa para empresa. Mas, no geral, basta acessar o site da empresa interessada, criar uma conta e começar a investir.

Se a sua escolha for por um robô advisor, pode ser necessário ter um valor de aporte mínimo. Já se a sua escolha for por um robô trader, bastar alugar pelo período desejado e começar a operar.

Mas fique atento! Muito cuidado para não cair em pirâmides financeiras.

Se a empresa lhe prometer rentabilidade garantida, se os seus ganhos estiver atrelado a levar novas pessoas ou se o dinheiro for depositado diretamente na empresa em vez de em corretoras, caia fora. Pois esses são sinais fortes de uma possível fraude.

Vale a pena usar robôs de investimento?

Vale a pena comprar um imóvel, um carro, joias ou investir em artes? Pois é, isso é muito pessoal.

Dependendo do seu nível de conhecimento em cada item, esse investimento pode ser uma boa ou má opção. No entanto, usar robôs para investir pode sim valer a pena. Mas, é preciso levar em conta alguns fatores como:

  • Entender o seu perfil de investidor;
  • Verificar se a estratégia do robô está alinhada com o seu perfil;
  • Saber que não existe garantia de rentabilidade, mesmo que isso tenha ocorrido no passado;
  • Usar portfólios para reduzir o risco;
  • Verificar os níveis de volatilidade e rebaixamento máximo das estratégias;
  • Estudar a estratégia ou metodologia aplicada, e;
  • Nunca aplicar todo o capital apenas nesse tipo de investimento.

Tomando essas medidas, é muito provável que você consiga encontrar um robô que possa valer a pena para você.

Baixe gratuitamente o SDIN4 O seu robô preferencial

O SDIN4 é o robô da Sociedade de Investidores. Ele roda na plataforma Metatrader 5, a mais utilizada no mundo para automação de investimentos.

Dessa forma, basta utilizar alguma corretora que utiliza o Metatrader para poder automatizar as suas operações.

No Brasil temos 7 corretoras que disponibilizam gratuitamente o Metatrader 5. Assim você pode operar tanto ações quanto mercado futuro (índice, dólar, etc).

Também é possível operar o mercado de Forex, bastando para isso ter uma conta em uma corretora (internacional) que ofereça essa opção.

Se você deseja saber mais sobre o Metatrader 5 e sobre o SDIN4, acesse o nosso canal do YouTube. Lá temos uma playlist completa sobre como configurar e utilizar cada um deles.

Faça o seu cadastro agora e receba o SDIN4 diretamente no seu email para teste.

Sou Mestre em Engenharia de Produção (UPFE) e atuo integralmente no mercado financeiro desde 2017. Hoje o meu principal objetivo é fazer qualquer pessoa, independente de sua situação atual, se livrar das dívidas e começar a investir aliando segurança e rentabilidade para alcançar a liberdade financeira.

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. ROBÔ TRADER: 16 Motivos surpreendentes para começar a utilizar já! - […] robô de investimento ou trader é um programa (app ou software) que automatiza processos […]

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pin It on Pinterest

Share This
Iniciar conversa
Faça uma pergunta...
Carlos
Olá!
Qualquer dúvida é só me chamar. Ok?